China restringe mineração a uma companhia por área

Cada zona mineira chinesa poderá ser explorada apenas por uma companhia, segundo uma reforma que terminará em 2008 e que pretende evitar a exploração em demasia, além de reduzir os acidentes e a poluição, informou nesta segunda-feira a agência estatal Xinhua.Segundo um documento do Ministério de Terra e Recursos, existem 5.345 zonas de mineração com reservas verificadas em todo o país, principalmente no setor do carvão, embora o número de empresas queas exploram é de 13.227."A múltipla exploração de uma área que em princípio deveria ser explorada só por uma empresa, leva freqüentemente a uma concorrência feroz e a uma produção excessiva. O resultado são acidentes freqüentes, um uso ineficaz dos recursos e a poluição", disse um responsável do Ministério.No ano passado, o gigante asiático registrou quase 5 mil acidentes em minas, que custaram a vida de mais de 7 mil pessoas.Para evitar esta profusão de acidentes, registrados principalmente em minas de carvão pequenas e sem controles de segurança, o Governo chinês fechará cerca de 10 mil poços deste tipo até 2008.Além disso, as empresas com tecnologias mais avançadas, melhor equipamento e uma gestão mais estrita assumirão a responsabilidade das menores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.