China suspende importações de carne suína da Irlanda

Suspensão ocorre diante da possibilidade de alimentos estarem contaminados com dioxina

Efe,

09 de dezembro de 2008 | 04h18

Autoridades chinesas anunciaram a suspensão das importações de carne suína e de alimentos para animais procedentes da Irlanda, diante da possibilidade de que estejam contaminados com dioxina. A Administração Estatal de Qualidade, Supervisão e Quarentena (AQSIQ), que anunciou esta medida em comunicado, também ordenou a retirada e devolução de produtos suínos procedentes da Irlanda cuja data de produção seja posterior a 1º de setembro. A AQSIQ adotou estas medidas cautelares após o anúncio das autoridades irlandesas, em 6 de dezembro, de que há suspeitas de contaminação com dioxina - composto químico potencialmente tóxico para o ser humano - em alguns de seus produtos. A Autoridade Irlandesa de Segurança Alimentícia (FSA) confirmou nesta terça-feira em Dublin que a carne contaminada, assim como todos os seus produtos derivados, foi exportada para cerca de 25 países no mundo todo, entre eles a China. A Irlanda suspendeu as exportações de carne de porco ou derivados à China e outros mercados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.