Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

China tem bom mercado para Embraer, diz Financial Times

O jornal Financial Times informa que a Embraer vai entregar hoje os seus dois primeiros aviões produzidos na China, "consolidando sua presença num mercado que poderá colocar o fabricante de aeronaves brasileiro num caminho de crescimento acelerado". A demanda chinesa por aviões regionais deverá atingir 260 unidades em dez anos, segundo estimativas da Embraer. Atualmente, na Europa, há 180 aviões Embraer operando na Europa. A parceria do grupo brasileiro com a China Aviation Industry Corporation é atualmente a única fabricante de aviões regionais na China. O FT observa que a entrega de dois aviões da Embraer para a companhia aérea China Southern ocorre num momento em que os países sul americanos estão "acordando para as oportunidades enormes do gigante asiático". A Embraer é o único fabricante a oferecer uma família de jatos regionais com capacidade entre 70 e 110 lugares, um segmento considerado por muitos analistas como o de mais elevado potencial de crescimento. Atualmente, a Embraer acumula US$ 11 bilhões em encomendas firmes. O FT afirmou que a empresa brasileira também está de olho na indústria de defesa. No próximo mês, ela espera fechar um contrato para fornecer 100 aviões militares de reconhecimento para os Estados Unidos. Se obtiver a encomenda, a Embraer construirá uma fábrica na Flórida, entrando assim no maior mercado de defesa do mundo. Além disso, segundo o FT, a Embraer é uma forte candidata para vencer a concorrência para fornecer caças para a Força Aérea Brasileira (FAB), um negócio avaliado em US$ 750 milhões. Segundo o diário, o resultado dessa concorrência poderá sair nos próximos dias.

Agencia Estado,

28 de junho de 2004 | 09h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.