China tem condições de crescer até 9%, diz Lafer Piva

O ex-presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e membro do Conselho da Klabin, Horácio Lafer Piva, disse nesta terça-feira que, apesar da meta de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) chinês deste ano ser de 7,5%, o país tem condições de obter um avanço superior. Isso porque, de acordo com ele, o governo da China tem elementos de operação que podem fazer com que o PIB do país acelere um pouco mais.

FRANCISCO CARLOS DE ASSIS, Agencia Estado

28 de agosto de 2012 | 12h09

Segundo Piva, não é totalmente impossível a economia chinesa atingir crescimento entre 8% e 9% neste ano. "O grande problema da China hoje é que ela tem que atender a sua demanda interna e administrar as expectativas que o mundo tem em relação a sua economia", disse Piva, que participou do evento Itaú BBA Conferência Internacional + Perspectiva.

De acordo com o ex-presidente da Fiesp, embora as pessoas pensem que o governo chinês não leva em consideração como o mundo os vê, a China tem consciência de que qualquer rota que o país tomar definirá o seu papel como protagonista da economia mundial. Segundo o empresário, a Europa precisa ser olhada com atenção no médio prazo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.