China tem maior superávit comercial de sua história

O superávit comercial da China foi em março o maior da história do país, chegando a US$ 11,2 bilhões em março, informou, nesta terça-feira, seu Ministério do Comércio. Com os números de março, o saldo positivo da balança comercial chinesa no primeiro trimestre de 2006 aumentou para US$ 23,2 bilhões, um acréscimo de 40% em relação ao mesmo período de 2005. As exportações chinesas foram de US$ 78,1 bilhões, número nunca registrado antes, e aumentaram 28,3% em relação às do mesmo mês de 2005, o que representa o maior crescimento mensal dos últimos seis meses. As importações, por sua vez, aumentaram 21,1%, chegando a US$ 66,9 bilhões. O excedente comercial praticamente quintuplicou o registrado em fevereiro, de US$ 2,43 bilhões. Segundo os analistas, este dado pode aumentar as tensões entre chineses e americanos, a uma semana da viagem oficial do presidente da China, Hu Jintao, aos Estados Unidos. Déficit norte-americano O presidente norte-americano, George W.Bush, disse na última segunda-feira que sua reunião com Jintao, em Washington, abordará o forte déficit comercial que a economia americana mantém com a China, e que no ano passado alcançou o número recorde de US$ 201,626 bilhões. Washington responsabiliza a desvalorização do yuan por esse déficit, por isso pede a Pequim que acelere sua reforma monetária visando a uma valorização no futuro. Além disso, os Estados Unidos acusam a China, principal produtor mundial de artigos falsificados, de não combater energicamente a pirataria de produtos, como os filmes em DVD, softwares e roupas de marca, entre outros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.