China terá séria escassez de recursos minerais até 2020

A China está com escassez de 25 tipos de recursos minerais, incluindo 11 que são cruciais para a economia local, segundo o ministro das Terras e Recursos Naturais, Xu Shaoshi, informa a agência de notícias Xinhua.

NALU FERNANDES, Agencia Estado

22 de abril de 2012 | 11h48

O país enfrentará uma séria escassez de recursos minerais até 2020, uma vez que consome quantias crescentes para promover sua industrialização, urbanização e modernização agrícola, citou o ministro, em entrevista para marcar o Dia da Terra.

A previsão se baseia em pesquisas de reservas recuperáveis de 45 tipos dos principais minerais, afirmou Xu, acrescentando que a China terá de elevar acentuadamente a importação de minerais cuja oferta está escassa para acompanhar a demanda nos próximos 10 a 20 anos.

Nos últimos 15 anos, a China apresentou crescimento de dois dígitos no consumo de recursos minerais. Mais da metade do petróleo do país, minério de ferro, alumínio e cobre são importados, de acordo com o ministro.

"O consumo (de recursos minerais) do país tem crescido mais rápido do que a produção, enquanto a expansão da produção ultrapassou a de exploração. Isso explica parcialmente a razão pela qual há escassez", disse Xu.

No ano passado, o governo aprovou um plano de 10 anos para a exploração no país. "Nós deveríamos também estudar como conservar e utilizar de forma completa os recursos minerais", citou.

As autoridades locais tentam estabelecer um sistema de gestão de recursos que inclui avaliação de indicadores de quantidade, qualidade e ambientais. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinaminerais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.