bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

China tira mercado norte-americano do Brasil

O Brasil perdeu para a China mais de US$ 1 bilhão em exportação para os Estados Unidos só no ano passado. Essa é uma das principais conclusões de um estudo inédito da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Mantido o ritmo de avanço dos chineses sobre os mercados tradicionais brasileiros, a entidade estima que, em uma década, o País deixará de exportar o equivalente a quase a metade de suas vendas para os EUA, que somaram US$ 26,17 bilhões em 2006."A China tem mantido nos últimos 15 a 20 anos uma atitude agressiva e proativa em termos da expansão das exportações, enquanto aqui o exportador só recebe pedrada e é chamado de chorão por reclamar de fatores como o câmbio desfavorável e a elevada carga tributária", diz Roberto Giannetti da Fonseca, diretor do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior da Fiesp.Apesar da expansão sem precedentes da demanda por importação dos Estados Unidos nos últimos anos, as vendas brasileiras para o mercado americano foram as que tiveram menor dinamismo. Não por acaso, pela primeira vez em 20 anos, nossas exportações de manufaturados para a União Européia (UE) ultrapassaram as vendas para os EUA em 2007. De janeiro a setembro, as vendas brasileiras para os Estados Unidos caíram 6%, para US$ 11,859 bilhões, mas subiram 29% para a UE , atingindo US$ 11,984 bilhões, segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex). Já as exportações da China expandiram-se de forma acentuada. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.