China vai ampliar abertura econômica

China vai ampliar abertura econômica

MENOS ESTADO

, O Estadao de S.Paulo

25 de março de 2010 | 00h00

O governo chinês vai utilizar subsídios e aumento do crédito para encorajar o investimento privado, informou ontem o Conselho de Estado. As declarações indicam que Pequim pretende reduzir a participação dos investimentos do governo no crescimento econômico. O governo vai abrir setores como o de transportes, telecomunicações, energia, infraestrutura e tecnologia de defesa.

CRISE RENITENTE

Venda de imóveis novos recua 2,2% nos EUA

As vendas de imóveis residenciais novos nos EUA caíram 2,2% em fevereiro ante dezembro, para a taxa anual ajustada sazonalmente de 308 mil, estabelecendo um nível mínimo recorde para a série que começou em 1963, segundo o Departamento do Comércio. A queda, provocada especialmente por demissões e nevascas.

DEMANDA AGRÍCOLA

Venda de máquinas cresce 27,2%

A Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) informou que o faturamento com as vendas internas de máquinas e equipamentos agrícolas cresceu 27,2% no primeiro bimestre em relação ao mesmo período de 2009, para R$ 855,81 milhões. No mesmo período do ano passado, a receita obtida pelas indústrias do setor totalizou R$ 672,74 milhões.

Crédito

A inadimplência apresentou queda acentuada em fevereiro, segundo a Serasa Experian

10,7%

foi quanto caiu o calote das empresas em fevereiro

11,6%

foi quanto caiu o calote das empresas entre o primeiro bimestre de 2009 e o mesmo período deste ano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.