China vai manter política monetária frouxa em 2010

Líderes do Partido Comunista chinês afirmaram que o governo vai manter a política fiscal "ativa" e a política monetária "moderadamente frouxa" em 2010. O país também promete trabalhar para dar firmeza à recuperação econômica e reestruturar a economia.

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

22 de fevereiro de 2010 | 09h23

A reiteração das políticas econômicas - que estão em prática desde novembro de 2008 - foi feita no momento em que a China começa a desativar parte de suas políticas de estímulo ao crescimento, levando alguns economistas a dizerem que Pequim pode até mudar sua posição monetária formalmente neste ano. O primeiro-ministro Wen Jiabao apresentará o relatório de trabalhos do governo em uma reunião legislativa anual que começará em 5 de março.

A reiteração das políticas econômicas foi feita em um comunicado divulgado pela agência de notícias estatal chinesa Xinhua, depois de um encontro do Partido Comunista que teve participação do presidente Hu Jintao. "Nós temos que manter suporte político suficiente e consolidar a recuperação e a melhora da economia, bem como acelerar a reestruturação econômica e pressionar por um progresso substancial na mudança do ritmo do desenvolvimento econômico", diz o comunicado. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.