China vai reduzir tarifas sobre vários itens importados

As tarifas serão reduzidas, principalmente, em matérias-primas e bens intermediários; objetivo é impulsionar a demanda doméstica e promover a modernização industrial

Ricardo Criez, da Agência Estado,

17 de dezembro de 2012 | 09h48

PEQUIM - A China vai reduzir as tarifas sobre uma variedade de itens importados no próximo ano. O objetivo é impulsionar a demanda doméstica e promover a modernização industrial.

As tarifas serão reduzidas, principalmente, em matérias-primas e bens intermediários, assim como em alguns produtos de consumo, informou hoje o Ministério das Finanças. O governo chinês também informou, sem dar detalhes, que essas reduções de tarifas serão temporárias.

Os produtos de consumo incluem leite em pó, dispositivos médicos como marca-passos. Já os bens intermediários incluem robôs de linha de montagem de automóveis, baterias de lítio e diodos emissores de luz. As matérias-primas incluem aquelas destinadas às estratégicas indústrias emergentes, como tungstênio e argila cerâmica, e para as commodities agrícolas como alfafa. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.