Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

China valoriza a moeda pela primeira vez em uma década

A China valorizou nesta quinta-feira sua moeda em 2% pela primeira vez em uma década, a 8,11 iuanes por dólar, e a vinculou a uma cesta de moedas, anunciou o Banco Central. Desde 1997, a paridade era de 8,28 iuanes por dólar americano.O Banco Central chinês disse que espera que o regime cambial seja "aprimorado com maior flexibilidade" em razão da mudança. O BC chinês não deu detalhes da cesta de moedas que será usada como referência, mas a faixa de flutuação diária para o dólar contra o yuan permanecerá em 0,3%, no novo regime, e a paridade diária será publicada pelo BC da China. O país mantinha o yuan atrelado ao dólar desde 1994. Os EUA afirmam que um yuan forte reduziria o elevado superávit comercial da China, que ficou perto de US$ 40 bilhões no primeiro semestre deste ano, e já ultrapassou os US$ 30 bilhões de superávit alcançados em 2004.

Agencia Estado,

21 de julho de 2005 | 08h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.