Chinalco se diz aberta a negociar cooperação com Rio Tinto

Chineses buscam acordo de cooperação na produção de bauxita e alumina, mas entendimento deve demorar

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

24 de agosto de 2009 | 09h53

A Aluminum Corp. of China (Chinalco) está disposta a abrir discussões com a mineradora anglo-australiana Rio Tinto sobre um acordo de cooperação na produção de bauxita e alumina, disse o vice-presidente da Chinalco, Lu Youqing.

 

Youqing estava respondendo às declarações do diretor financeiro da Rio Tinto, Guy Elliott, publicados nesta segunda-feira, 24, pelo jornal "Australian Financial Review", de que a mineradora está em estágio inicial de conversações com a Chinalco num possível acordo para produção de bauxita e alumina. "Nós indicamos que estamos dispostos a conversar, mas não sei de outros detalhes para compartilhar agora", afirmou Youqing.

 

Elliott disse a analistas que as conversações apenas começaram e estão a um longo caminho de se materializarem, segundo o jornal.

 

As indicações das duas empresas de retomar conversações sinalizam um degelo nas relações entre ambas, após a Rio Tinto abandonar uma aliança US$ 19,5 bilhões com a Chinalco no início deste ano. Mesmo depois que funcionários da Rio Tinto foram acusados pelo governo chinês de suborno e espionagem comercial relacionados às negociações anuais de preços do minério de ferro, a Chinalco tem tido o cuidado de se distanciar do caso, dizendo publicamente que as acusações não tinham ligação com o fracasso de seu acordo com a Rio Tinto. As informações são Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Rio TintoChinalcominérios

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.