Chineses dizem que suspensão da soja brasileira é política

Os investidores do mercado de futuros de soja na bolsa chinesa de Dalian (DCE, Dalian Commodity Exchange) têm operado como se nada estivesse acontecendo nos negócios entre Brasil e China. A agência de notícias norte-americana Dow Jones informou que não há reação entre os operadores da DCE ao noticiário sobre a suspensão praticamente total às importações de soja brasileira.Investidores do mercado disseram à agência que a suspensão do desembarque de soja do Brasil nos portos chineses foi uma medida do governo para fortalecer as indústrias locais, que estão operando com margens de lucro negativas por causa do alto custo de importação e dos preços baixos dos derivados de soja. Muitos operadores de Dalian dizem acreditar que a suspensão não representará um grande problema para o mercado e será cancelada assim que faltar soja no mercado chinês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.