Chipre aprova ampliação de fundo de resgate europeu

O Parlamento do Chipre aprovou hoje a ampliação da Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, na sigla em inglês). Com a aprovação do projeto, a participação do país no fundo de resgate da zona do euro passa de 863 milhões de euros para 2,02 bilhões de euros. A votação não teve nenhum voto contrário e apenas um legislador do Partido Verde se absteve.

ÁLVARO CAMPOS, Agencia Estado

29 de setembro de 2011 | 13h05

O Chipre tem adotado medidas de austeridade, para evitar ter de recorrer à ajuda da EFSF. Seu rating (nota de classificação de risco) foi rebaixado recentemente pela principais agências, devido a exposição do país às dívidas da Grécia e os problemas fiscais do governo.

O governo quer reduzir o déficit orçamentário para 2,3% do PIB no ano que vem, do nível de 6% a 6,5% previsto para este ano. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EuropacriseEFSFChiprefundo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.