Chirac critica posição de comissário europeu sobre Doha

O presidente da França, Jacques Chirac, criticou duramente a estratégia adotada pelo comissário europeu para o comércio, Peter Mandelson, nas negociações para a conclusão da rodada Doha. Segundo o jornal The Guardian, Chirac disse durante o fim de semana que a França vai demonstrar "uma firmeza dura como pedra" na defesa de seus interesses nas negociações da Organização Mundial de Comércio (OMC).Ele disse "estar profundamente chocado com algumas atitudes" exibidas por Mandelson que, segundo ele, "não pára de querer fazer mais concessões" aos Estados Unidos e aos países em desenvolvimento, "que não mostraram a intenção de fazer a menor concessão" nas negociações de comércio.As declarações do líder francês foram feitas justamente quando os ministros dos Estados Unidos, Índia e o próprio Mandelson se reuniram no domingo em Londres para discutir a rodada. Novas reuniões estão programadas para esta segunda-feira, 5, em Genebra, com a participação do ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.