Chrysler deve cortar 13 mil vagas na América do Norte

A fabricante de automóveis DaimlerChrysler anunciou, nesta quarta-feira, 14, que eliminará 13 mil empregos em sua divisão na América do Norte, Chrysler, até 2009, como de um plano de reestruturação.Será fechada sua fábrica em Newark, no Estado americano de Delaware, onde são produzidos os modelos Dodge Durango e Chrysler Aspen.A empresa indicou ainda nesta quarta-feira, 14, que pode inclusive vender sua subsidiária, que registrou perdas de mais de US$ 1 bilhão no ano passado. O grupo, alemão e americano, vem enfrentando obstáculos desde surgiu de uma fusão da Chrysler com a Mercedes, há nove anos.A empresa sofreu com uma queda das vendas da ordem de 7% nos Estados Unidos, no ano passado.A Chrysler tem 83 mil funcionários. Serão fechadas 9 mil vagas nos Estados Unidos e 4 mil no Canadá.Assim como seus grandes concorrentes nos Estados Unidos, Ford e General Motors, a Chrysler vem enfrentando forte competição de empresas japonesas.A Ford e a General Mortors já reduziram sua força de trabalho nos Estados Unidos, em um esforço para reduzir custos e melhorar sua competitividade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.