finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Chrysler suspende produção de picape Dakota no PR

A Chrysler vai suspender a fabricação das picapes Dakota durante este ano na sua fábrica de Campo Largo, no Paraná. Segundo comunicado divulgado hoje pela empresa, o mercado não apresentou os volumes de vendas previstos. "Dessa forma, a produção do modelo Dakota tornou-se inviável ecnomicamente", afirma. A empresa informou que estuda a possibilidade de produzir um outro produto Daimlerchrysler em Campo Largo. Os 250 funcionários da empresa vão manter a produção prevista para os primeiros meses do ano, até que sejam concluídos estes estudos, acrescenta a nota. A medida é parte do plano de reestruturação global que está sendo divulgado hoje pela DaimlerChrysler, prevendo o corte de 26 mil empregos, ou 20% da força de trabalho da Chrysler no mundo. No Brasil, a Chyrsler vai manter a comercialização da picape Dakota e da linha de produtos importados das marcas Chrysler e Jeep, além dos serviços de assistência técnica e de fornecimento de peças de reposição. A fábrica de Campo Largo, inaugurada em julho de 1998, produziu 5.000 unidades do Dakota no ano passado, dos quais 15% foram exportados para a Argentina. Os investimentos iniciais na unidade foram de US$ 315 mi. A Chrysler, com uma rede de 26 concessionárias no Brasil, vendeu 6.800 unidades no ano passado.

Agencia Estado,

29 de janeiro de 2001 | 12h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.