Chuva já afeta preço de produto agropecuário no atacado

As chuvas do início do mês já provocam estragos nos preços dos produtos agropecuários no atacado. Na segunda quadrissemana de janeiro, legumes, frutas, grãos, carnes, leite e ovos subiram, em média, 2,44%, segundo o Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista, apurado pela Secretaria da Agricultura.

AE, Agencia Estado

18 de janeiro de 2011 | 07h53

Foi a segunda aceleração consecutiva do indicador. Na primeira quadrissemana, a elevação havia sido de 1,71%. O movimento de alta dos preços dos produtos agropecuários no atacado é um indicador antecedente importante da inflação no varejo. Normalmente quando os preços sobem para o produtor, nas semanas seguintes as cotações seguem a mesma tendência para o consumidor final.

Os técnicos do Instituto de Economia Agrícola responsáveis pelo indicador ressaltam que, além dos fatores que já vinham pressionando os preços agrícolas nas últimas semanas, como a escassez de oferta no mercado internacional para alguns produtos e a aceleração das exportações para outros, as recentes chuvas contribuíram para agravar a situação dos preços.

O campeão de alta foi o tomate. O preço do produto no atacado subiu nada menos que 80,94% na segunda quadrissemana deste mês, depois de já ter aumentado 54,67% na quadrissemana anterior. A demanda aquecida combinada com safra menor foi agravada pelas perdas provocadas pelas chuvas das últimas semanas. A caixa de tomate com 22 quilos foi vendida a R$ 21,33, ante R$ 11,79 na quadrissemana anterior.

Os temporais também afetaram a colheita e, consequentemente, os preços tanto da laranja para mesa como da fruta para indústria. O indicador mostra que os preços da laranja para consumo in natura subiram 4,19% na segunda quadrissemana e a fruta para a indústria ficou 1,31% mais cara no período. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.