Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Chuva no centro-sul faz Unica rever produção de cana 2008/09

O tempo úmido no centro-sul do Brasiltem reduzido a produtividade da safra 2008/09 decana-de-açúcar, e a moagem total dificilmente vai alcançar aestimativa inicial para a temporada, afirmou na segunda-feira aUnião da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica). Foram colhidas 75,7 milhões de toneladas de cana até 1o dejunho, alta de 5,2 por cento em relação há um ano atrás.Entretanto, a produção de açúcar e álcool caiu 1,15 por centoem relação ao mesmo período do ano passado, com a produtividadeindustrial 6 por cento menor. "As previsões para os próximos meses indicam maiorincidência de chuvas e nebulosidade em relação à safra passada,dificultando a realização das estimativas divulgadas pela Unicano início da safra", disse a assoaciação em comunicado. "A projeção inicial da safra 2008/09 está em processo derevisão pela Unica e um novo total será divulgadooportunamente." A moagem de cana no centro-sul em 2008/09 foi estimada pelaUnica em abril em 498 milhões de toneladas, 15 por cento a maisdo que na temporada passada. A moagem na região inicia oficialmente em 1o de abril e vaiaté dezembro, quando começa a temporada de chuvas de novo,impedindo a colheita e a entrada de equipamentos nos campos. Como esperado, a produção de álcool tem sido a prioridadedas usinas. Cerca de 61,6 por cento da cana moída tem sido direcionadapara a produção do biocombustível, principalmente devido àsdificuldades causadas pelas chuvas excessivas e à necessidadede acompanhar a forte demanda local. A produção de álcool alcançou 3,22 bilhões de litros até 1ode junho, 6,15 por cento a mais do que no mesmo período do anopassado. A produção de açúcar totalizou 3,27 milhões detoneladas, queda de 10,8 por cento. "A demanda do mercado interno na região centro-sul continuaaquecida, com vendas mensais superiores a 1,5 bilhão delitros", disse o diretor técnico da Unica, Antonio de PáduaRodrigues. Do início da colheita até o final de maio, as vendas nomercado interno de álcool subiram 31,6 por cento ante o mesmoperíodo do ano anterior. As exportações de álcool em abril e maio totalizaram 600milhões de litros, alta de 59 por cento em relação ao mesmoperíodo em 2007. (Por Inaê Riveras) REUTERS CM DL

REUTERS

16 de junho de 2008 | 16h28

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSCANASAFRA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.