Chuva pode provocar redução da área de trigo na Argentina--bolsa

As chuvas que atrasam a semeadura de trigo da safra 2011/12 da Argentina podem causar uma redução de área plantada do cereal, com o período ideal para o plantio perto do fim, afirmou nesta quinta-feira a Bolsa de Cereales de Buenos Aires.

REUTERS

23 de junho de 2011 | 15h11

Atualmente, a entidade estima que a safra poderá ter uma área plantada de 4,95 milhões de hectares de trigo.

A Argentina é o principal exportador de trigo ao Brasil, que importa anualmente cerca de metade de sua necessidade.

"A janela ótima para o plantio de sementes de ciclo longo se encontra próxima do fim e não se descartam reduções na área", afirmou a bolsa em informe semanal.

Entretanto, em algumas áreas a semeadura do trigo continuou se desenvolvendo bem durante a última semana.

Até quinta-feira, os agricultores tinham semeado 52 por cento da área prevista, um avanço de 13,8 pontos percentuais ante a semana anterior. Os trabalhos estão 9,3 pontos à frente do índice registrado no ano passado.

O Ministério da Agricultura prevê a área de trigo em 4,7 milhões de hectares.

Na temporada passada, a Argentina semeou 4,4 milhões de hectares e produziu 14,7 milhões de toneladas, segundo o governo.

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSTRIGOCHUVA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.