Cias aéreas lucraram em 2007, pela 1ª vez desde 2000

O transporte aéreo mundial de passageiros registrou lucro de US$ 5,6 bilhões no ano passado, o primeiro resultado positivo desde 2000, de acordo com a Associação Internacional do Transporte Aéreo (Iata, na sigla em inglês). Para 2008, a previsão é de um ganho menor, de US$ 5 bilhões, por causa dos reflexos da crise de crédito imobiliário nos Estados Unidos e da alta do preço do barril de petróleo, cuja cotação chegou a US$ 100 ontem. Inicialmente, a Iata previa um lucro de US$ 7,8 bilhões este ano.Na América Latina, as companhias aéreas tiveram prejuízo de US$ 100 milhões no ano passado. Este ano, a Iata acredita em equilíbrio financeiro por causa dos bons resultados no Brasil e da continuidade do movimento de aquisições no setor iniciada em 2007, como a compra da Varig pela Gol. Outros movimentos na região também tiveram peso, como a consolidação do grupo chileno Lan, segundo a Iata.Na América do Norte, os ganhos foram de US$ 2,7 bilhões em 2007, com estimativa de lucro de US$ 2,2 bilhões este ano. As companhias aéreas européias lucraram US$ 2,1 bilhões em 2007 e devem ganhar US$ 2 bilhões em 2008. Na região Ásia-Pacífico os números são US$ 700 milhões e US$ 600 milhões, respectivamente. As empresas do Oriente Médio ganharam US$ 200 milhões ano passado, mesmo resultado previsto neste ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.