Ciclo de alta produtividade nos EUA é permanente, diz Greenspan

O presidente do Federal Reserve (Fed), Alan Greenspan, disse que a perspectiva para a economia dos EUA no longo prazo é "crescente e convincentemente boa" e que a elevação na produtividade iniciada em meados dos anos 90 é atualmente considerada uma mudança favorável permanente da economia. "Algo está acontecendo. No mínimo, está confirmando que a mudança na taxa de crescimento da produtividade subsequente a 1994 é real", disse Greenspan, respondendo a uma pergunta do público após discurso na 38ª Conferência Anual de Estrutura e Competitividade Bancária em Chicago. "Tivemos uma queda (na economia) e a produtividade comportou-se muito melhor" do que em períodos anteriores de recessão, disse Greenspan. O presidente do banco central americano, atribuiu a mudança no paradigma aos avanços da tecnologia. PetróleoA economia dos EUA "encontra-se mais capaz de ajustar-se" ao problema de elevação nos preços da gasolina, afirmou Greenspan. "Há um prêmio de risco pela crise no Oriente Médio nos preços do petróleo cru praticados em todo o mundo", afirmou. Mas seria necessário uma forte disparada nos preços para que a economia dos EUA fosse atingida, disse o presidente do Fed. Greenspan afirmou também que o crescimento elevado do PIB nos últimos seis meses "não é uma tendência de longo prazo". Entretanto, os ganhos na produção podem eventualmente levar a efeitos favoráveis mais permanentes no PIB. "Claramente, a alta na produtividade pode provocar crescimento no PIB e efetivamente retirar efeitos cíclicos", acrescentou.Papel reguladorO presidente do Fed disse que os negociadores internacionais continuam fazendo ajustes às regras sobre capital baseadas em risco "de forma que as oscilações cíclicas nas exigências de capital sejam eliminadas." Greenspan não falou sobre política monetária. "Nossa ênfase é a necessidade de estarmos sensíveis ao mercado e às implicações cíclicas das regulações que adotamos," disse.Alguns criticam o papel duplo do Federal Reserve de decidir sobre a política monetária e regular bancos, mas Greenspan disse que os bancos centrais precisam continuar regulando os bancos. "Os mercados financeiros e os intermediários são parte de um processo cíclico macroeconômico, então novas regras envolvendo estes mercados e instituições devem ser avaliadas neste contexto " disse Greenspan, justificando o papel do Fed como regulador. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

10 de maio de 2002 | 14h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.