Cidades periféricas terão terminais da Caixa

A Caixa Econômica Federal colocará à disposição da população que vive em municípios onde não há agências bancárias da instituição nem lotéricas terminais que farão a conexão com o banco. Estão sendo visitados 1.997 municípios brasileiros para identificar estabelecimentos comerciais que podem se transformar em correspondentes da Caixa, como mercados e farmácias. Os terminais eletrônicos, um total de 2.445, serão adquiridos em leilão que se realizará no dia 16 de outubro. O objetivo é dotar os estabelecimentos comerciais da infra-estrutura básica para que possam pagar benefícios como o Bolsa-Escola, do Ministério da Educação, aposentadorias do INSS, o Bolsa-Alimentação, do Ministério da Saúde, e ainda receber o pagamento de contas, como água, luz e telefone. "Com esta plataforma, torna-se viável atender famílias que hoje não têm acesso físico ou econômico a bancos", o presidente da instituição, Emílio Carazzai. A meta da Caixa é chegar a meados do primeiro semestre de 2002 com pelo menos um ponto de atendimento em cada um dos 5.561 municípios brasileiros, realizando transações em tempo real, com estabelecimentos conectados eletronicamente e reunidos sob a marca "Caixa Aqui".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.