Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Cientistas de alimentos encontram mercado de trabalho aquecido Opinião do especialista Ciência dos alimentos

Pós em direito do

O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2011 | 03h09

entretenimento

POR QUE FAZER?

Porque o curso promovido pela Faculdade Especializada em Direito de São Paulo (Alfa/Fadisp) se propõe a preencher o espaço entre o estudo teórico e prático desse segmento, que ganha impulso com a realização de eventos como a Copa do Mundo da Fifa de 2014 e as Olimpíadas de 2016. O programa busca analisar as relações jurídicas estabelecidas nos segmentos ligados ao lazer e direito social guardado pela Constituição federal. O curso lato sensu de 12 meses letivos terá 370 horas com aulas às segundas e quartas ou terças e quintas, à noite, ou, ainda, aos sábados.

CORRA ATRÁS

Informações e inscrições no site www.fadisp.com.br/posgraduacao.

Atualização em

estratégia de compra

POR QUE FAZER?

Porque o objetivo do curso rápido de atualização promovido pela Fundação Vanzolini é oferecer conhecimentos técnicos e práticos sobre novas metodologias de negociação, contratação, parceria com clientes internos, gerenciamento do painel de fornecedores, além de ferramentais exclusivos de diagnóstico e análise da performance da área. De acordo com a instituição, o curso de 20 horas/aula é destinado a analistas e compradores de nível pleno ou sênior, negociadores das áreas de logística, de importação e exportação, executivos da área de compras, alta gerência, diretoria e vice-presidentes responsáveis por contratações estratégicas. O início das aulas está previsto para 13 de outubro.

CORRA ATRÁS

Informações pelos telefones 0800 770 06 08 (Estado de São Paulo)ou (11) 3145-3717 (demais regiões) e pelo site www.vanzolini.org.br.

MBA em gestão

sustentável

POR QUE FAZER?

Porque o tema responsabilidade sustentável das organizações é um tema cada vez mais debatido e seus colaboradores devem estar preparados para o assunto. O curso da Universidade Nove de Julho vai abordar os seguintes conceitos: planejamento e gestão ambiental, resíduo, poluição e legislação ambiental. O programa, que terá duração de seis meses a partir de 17 de outubro, pretende criar condições para melhorar a gestão sustentável dos recursos financeiros, ambientais e sociais das empresas. É destinado a interessados que possuam graduação em qualquer área de formação e atuem como executivos de empresas, ou demais profissionais formados que busquem se especializar na área socioambiental

CORRA ATRÁS

Inscrições até 15 de outubro. Mais informações pelo telefones (11) 3665-9066 ou pelo site www.uninove.br

Pesquisar e desenvolver produtos alimentícios, atuar no processamento e conservação de produtos agropecuários e desenvolver programas de educação para o consumo e produção de alimentos. Essas são apenas algumas das atribuições do bacharel em ciência dos alimentos.

O primeiro curso do País foi criado pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq-USP) em 2001. "O curso é um dos únicos com foco no alimento em todas as suas vertentes. O aluno conhece toda a cadeia de alimentação, da produção até a mesa do consumidor", diz a coordenadora do curso, Gilma Lucazechi Sturion.

Na Esalq, o aluno estuda o alimento em todos os aspectos: físico-químicos, microbiológicos, bioquímicos e tecnológicos, incluindo nutrição, marketing, logística e gestão de qualidade. A professora lembra, ainda, que uma das peculiaridades do curso é que o graduado poderá também atuar com assuntos regulatórios.

Além da Esalq, pelo menos outras sete universidades federais têm graduação na área.

O profissional, cientista de alimentos, encontra atualmente um mercado de trabalha favorável, em função principalmente do aumento do poder aquisitivo da população. Segundo a professora Gilma, 83% dos formados estão empregados.

salário inicial

R$ 2,5 mil

Duração

5 anos

Disciplinas

Biologia celular, física, química orgânica, princípios da conservação de alimentos, desenvolvimento de produtos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.