Ciesp confirma estabilidade do emprego na indústria

O nível de emprego da indústria paulista, apurado pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), ficou estável (0,04%) em julho ante junho, com a criação de 903 vagas. Os números divulgados nesta quinta-feira confirmam os publicados na última terça-feira pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), que também mostravam estabilidade no emprego da indústria paulista de transformação. No acumulado do ano até julho, o nível de emprego cresceu 2,81%, representando 58,823 mil vagas. A criação de vagas até julho de 2006 é pior do que a verificada no mesmo período de 2005 (2,97%) e de 2004 (4,58%). Em 2003, as vagas acumuladas até julho representaram uma variação positiva de apenas 0,34%, em relação ao total de 2002.A pesquisa do Ciesp mostra que a geração de postos de trabalho vem desacelerando desde maio de 2006, quando subiu 0,45%, após atingir o pico de 1,48% em abril. Em junho, a variação foi de 0,10%, sempre na comparação com o mês anterior.O levantamento aponta que, dos 21 setores pesquisados, 11 tiveram desempenho positivo, puxados pela indústria metalúrgica, que criou 999 vagas, seguida por Artigos de Couro e Viagens (754 postos) e Produtos Químicos (492 vagas). Na ponta negativa, nove setores demitiram, com destaque para Produtos Alimentares (-581 postos), Confecções a Artigos de Vestuário (-570 vagas) e Calçados (-556 postos). O setor de Material de Transporte permaneceu estável.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.