bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Ciesp: governo adotou banda cambial, mas não reconhece

O diretor do Departamento de Economia do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), Boris Tabacof, afirmou nesta quinta-feira que as ações do governo sobre o câmbio deixam claro que Brasília deseja uma cotação entre R$ 2,10 e R$ 2,30. Segundo ele, houve algum tipo de intervenção no mercado toda vez que do dólar caiu abaixo de R$ 2,10 ou subiu acima dos R$ 2,30. "Criou-se uma banda cambial não reconhecida publicamente", afirmou o empresário, ao comentar o Indicador do Nível de Atividade Econômica da indústria paulista (INA).Para o empresário, os sinais indicam que a atividade industrial terá alta moderada neste ano, muito por conta do câmbio. "O que não é totalmente ruim, já que pelo menos vamos crescer. No entanto, a grande dúvida é se a alta, ainda que moderada, será sustentável", afirmou.Tabacof acredita que, no atual patamar, o câmbio não permitirá crescimentos mais vigorosos da indústria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.