Cinco minutos para vender um projeto

AUSTIN, TEXAS - O processo de sedução dos investidores pelas startups no South by Southwest segue a lógica do speed dating. Cada empreendedor tem até cinco minutos para apresentar seu projeto, ao fim dos quais há uma dança de cadeiras e um novo potencial parceiro aparece na sua frente.

Cláudia Trevisan, enviada especial, O Estado de S.Paulo

10 de março de 2014 | 02h05

Ontem, as 14 startups selecionadas pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) tiveram sua sessão de speed dating no evento, mas a maioria dos investidores estava mais interessado em parcerias ou no mercado brasileiro do que em financiar as novas empresas. Porém, as conversas devem continuar nos próximos dias, na Casa Brasil e nos corredores e festas do SXSW.

Tatiana Albuquerque, do eLike, foi a Austin em busca de US$ 2,5 milhões para o Meu Shopping, um aplicativo de compras com 500 mil usuários no Facebook. A intenção é expandir as operações no Brasil e alçar voo internacional, começando pela Europa.

Luciana Caletti e Dave Curran querem obter US$ 600 mil para o Love Mondays, um site de avaliação de empresas pelos funcionários, usado por quem está em busca de trabalho. "O desemprego no Brasil está no patamar mais baixo da história. Agora, as pessoas podem escolher seus empregadores", disse Caletti.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.