Cisco compra fabricante de WiMAX por US$330 mi

Mais caro que o sistema Wi-Fi, sistema WiMAX oferece conexão sem fio em uma área maior que concorrente

Reuters,

23 de outubro de 2007 | 12h08

A Cisco Systems anunciou nesta terça-feira, 23, que concordou em comprar a Navini, fabricante de equipamentos especializada na tecnologia sem fio WiMAX, por US$ 330 milhões em dinheiro. Veja também:PF pede busca de dois executivos da Cisco nos EUA A Cisco informou que a tecnologia poderá ajudar na expansão de negócios em países em desenvolvimento com pouca infra-estrutura tecnológica.  O sistema WiMAX oferece conexão sem fio em uma área maior que o popular Wi-Fi, mas é mais caro. Normalmente as redes de WiMAX são lançadas por provedores de serviço e governos.  O negócio, que deve ser concluído no segundo trimestre fiscal da Cisco, é a décima aquisição da empresa este ano e a terceira maior. Em maio, a Cisco finalizou a compra da empresa de videoconferência pela Internet WebEx Communications por US$ 3 bilhões.  A Cisco, mais conhecida por vender roteadores e switches a operadoras de telecomunicações, tem expandido sua linha de produtos bem como sua base de clientes para além de grandes empresas de telecomunicações.  Os mercados emergentes tornaram-se um segmento particularmente importante para a Cisco. As encomendas de mercados emergentes representaram quase 50% do total da companhia no quarto trimestre fiscal.  O grupo norte-americano é alvo de investigação no Brasil pela Receita e pela Polícia Federal por supostas irregularidades na importação de produtos, com sonegação de impostos que somam, com multas e juros, R$ 1,5 bilhão.

Tudo o que sabemos sobre:
CiscoWiMAX

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.