CIT estuda troca de dívida ou concordata pré-negociada--fontes

O CIT Group planeja dar duas opções aos seus credores: ou fazer uma troca de dívida voluntária, ou fazer um acordo por uma concordata pré-negociada, afirmaram fontes com conhecimento do assunto nesta quarta-feira.

REUTERS

30 de setembro de 2009 | 16h24

A troca de dívida permitiria que os credores substituíssem seus títulos por títulos novos, ou por ações. O CIT tem cerca de 32 bilhões de dólares em títulos de dívida não-garantida, e espera reduzir esse montante e adiar o pagamento de títulos próximos do vencimento.

Poucas financeiras sobreviveram à concordata, mas o CIT crê que seus clientes continuarão solicitando empréstimos mesmo se passar por um processo de reestruturação sob proteção judicial, disseram as fontes, que não quiseram ser identificadas, já que os planos ainda não foram anunciados publicamente.

(Reportagem de Dan Wilchins e Paritosh Bansal)

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSCITREESTRUTURA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.