Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Citi prevê inflação quase 1 ponto acima do centro da meta em 2012

Selic deverá encerrar o ano em 9% ao ano; para o fim de 2013, a previsão do Citibank é de que a taxa de juros esteja em 10,50%

Francisco Carlos de Assis,

28 de março de 2012 | 17h56

SÃO PAULO - A inflação oficial brasileira, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), deve fechar este ano quase 1 ponto porcentual acima do centro da meta. Segundo projeções do Citibank, o IPCA deve fechar 2012 em 5,3%, variação que, se confirmada, ficará 0,8 ponto acima meta central de 4,50% estabelecida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Para o próximo ano, a inflação deve fechar em 5,6%, superando em 1,1 ponto porcentual o centro da meta para 2013, também de 4,50%.

A taxa básica de juros (Selic) deverá encerrar este ano em 9% ao ano - atualmente encontra-se em 9,75% ao ano. Para o fim de 2013, a previsão do Citibank é de que a taxa de juros esteja em 10,50%, mostrando que o cenário do banco contempla a retomada dos aumentos de juros em 2013 e que ciclo total será de 1,5 ponto porcentual. Neste cenário de inflação acima da meta neste e no próximo ano e juros caindo em 2012 e retomando a alta em 2013, os analistas do Citibank trabalham com um crescimento de 3,3% do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano e de 4,5% no ano que vem.

A taxa de câmbio, segundo as projeções do Citibank, deverá fechar este ano com o dólar sendo negociado a R$ 1,77 e cotado a R$ 1,67 no fim do ano que vem. Para a instituição financeira, o governo deve obter um superávit primário de 3% do PIB neste ano e de 2,5% no próximo ano. A relação dívida/PIB deve ficar em 38,8% tanto em 2012 quanto em 2013.

Os economistas do Citibank também fizeram projeções para as transações correntes do balanço de pagamentos, chegando a um déficit de 2,1% do PIB neste ano e de 2,4% em 2013. A balança comercial deve fechar 2012 com superávit de US$ 27 bilhões e contabilizar saldo positivo de US$ 15,8 bilhões em 2013. O País deve receber pela rubrica Investimento Estrangeiro Direto (IED) o equivalente a US$ 55 bilhões tanto neste como no próximo ano. As reservas encerrarão tanto este ano como o próximo ano somando US$ 378,1 bilhões. Já a dívida externa deverá somar US$ 222,7 bilhões neste ano e US$ 228,7 bilhões em 2013.

Tudo o que sabemos sobre:
SelicCitibankIPCA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.