Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Citi revela, sem detalhes, 15 dias desastrosos em 2007

O Citigroup informou que operadores de seu banco de investimentos acumularam perdas diárias de mais de US$ 100 milhões, em 15 ocasiões diferentes no ano passado, segundo o Wall Street Journal. Estes 15 dias desastrosos foram revelados no relatório anual publicado pelo Citigroup na noite de sexta-feira, mas o banco se recusou a descrevê-los em detalhes.A notícia acentua as preocupações de que os problemas do banco são maiores do que aqueles que provocaram baixas contábeis de cerca de US$ 20 bilhões relacionadas a hipotecas, a saída de seu executivo-chefe e a desvalorização do preço de suas ações."Ai!", resumiu David Hendler, analista do CreditSights.As ações do Citi caíram 1,5% ontem em Nova York enquanto os investidores digeriam o relatório, de mais de 200 páginas sem contar anexos. Além dos estragos nas operações, os investidores ficaram preocupados com o horizonte sombrio do Citigroup para 2008 e a vulnerabilidade a perdas com investimentos hipotecários, empréstimos alavancados e imóveis comerciais.Os bancos e firmas de investimentos normalmente divulgam dados mostrando o tamanho e a freqüência das perdas diárias dos negócios, em uma tentativa de dar aos investidores uma maneira de medir o risco nesta área mais imprevisível de seus negócios. As perdas refletem, parcialmente, as condições muito voláteis que afetaram o setor financeiro nos últimos meses.Por estes padrões, as perdas do Citigroup estão longe das piores. Em agosto, o Morgan Stanley chegou a perder US$ 390 milhões em um único dia. O prejuízo foi causado pelo grupo de estratégias quantitativas, que perdeu US$ 480 milhões durante aquele trimestre. No terceiro trimestre fiscal, o Morgan teve quatro dias em que perdeu mais de US$ 125 milhões e oito dias onde ganhou mais de US$ 125 milhões, segundo informações do banco.Em um comunicado divulgado ontem à noite, uma porta-voz do Citigroup disse que a informação sobre as perdas "destaca a volatilidade vista nos mercados em 2007. Houve vários dias em que vimos ganhos significativos, incluindo mais de 55 dias quando os ganhos de rendimentos superaram US$ 100 milhões".Para aumentar o nervosismo dos investidores, o Citigroup informou no relatório anual, pela primeira vez, que seu banco de investimento possui cerca de US$ 20 bilhões de posições cujos valores são difíceis de avaliar, "que estão direta ou indiretamente ligadas ao mercado imobiliário comercial global". O documento não detalhou o tipo de investimentos. Com as preocupações crescentes de que o setor imobiliário comercial poderá ter seu valor reduzido no próximo ano, o Citigroup alertou que seu portfólio poderá "sofrer". As informações são da Dow Jones.

CAROLINA RUHMAN, Agencia Estado

26 de fevereiro de 2008 | 08h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.