Citigroup anuncia prejuízo e se divide em duas empresas

Grupo muda estratégia após acumular perdas de mais de US$ 8 bi no último trimestre.

Da BBC Brasil, BBC

16 de janeiro de 2009 | 14h00

Uma das maiores instituições financeiras do mundo, o grupo americano Citigroup, anunciou nesta sexta-feira que vai se dividir em duas novas empresas: a Citicorp e a Citi Holdings.A decisão foi anunciada junto com a divulgação da informação de que o Citigroup acumulou um prejuízo de US$ 8,29 bilhões no último trimestre de 2008.Com a divisão do grupo, o Citicorp vai realizar o trabalho bancário tradicional da companhia e a Citi Holdings assumirá os ativos mais arriscados."Devido ao ambiente econômico e do mercado, decidimos acelerar a implementação de nossa estratégia para nos concentrar em nossos negócios centrais", afirmou o diretor-executivo do Citigroup, Vikram Pandit."Isso vai ajudar nossos esforços para reduzir nosso relatório financeiro e simplificar nossa organização", acrescentou. "Estamos estabelecendo um plano claro para voltar ao lucro."No segundo semestre de 2008, o Citigroup teve que receber ajuda do governo americano, em um plano de resgate para a instituição que chegou a US$ 45 bilhões.Pior do que o previstoO prejuízo líquido do Citigroup para os últimos três meses de 2008 ficou em US$ 1,72 por ação, pior do que a previsão de analistas, que esperavam US$ 1,31.A receita trimestral do banco registrou queda de 13%, para US$ 5,6 bilhões. Segundo o Citigroup, a queda refletiu "o impacto de um ambiente econômico difícil e um mercado de capitais fraco"."Acredito que as pessoas sabiam que seria ruim, mas estou surpreso que seja tão ruim assim", disse Matt McCormick, da consultoria Bahl & Gaynor Investment Counsel, de Cincinnatti.Em todo o ano de 2008, o Citigroup teve um prejuízo líquido de US$ 18,72 bilhões.A companhia cortou 52 mil empregos em 2008, em meio à crise financeira internacional. O Citigroup acrescentou que também espera mais demissões em sua diretoria.Na semana passada, foi anunciada a notícia de que Robert Rubin, ex-secretário do Tesouro americano, deve sair da companhia.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.