Citigroup cortará mil postos de trabalho em filial japonesa

Corte será mediante pré-aposentadorias e foi aceito por funcionários com mais de 40 anos

Efe,

10 de dezembro de 2008 | 06h43

O grupo americano Citigroup cortará cerca de mil postos de trabalho - 10% de seus funcionários - em sua filial japonesa Nikko Cordial mediante pré-aposentadorias, segundo fontes ligadas à companhia citadas pela agência Kyodo. Veja também:Desemprego, a terceira fase da crise financeira globalLições de 29Como o mundo reage à crise Dicionário da crise  Este corte faz parte do plano de reestruturação do Citigroup, que tenta enfrentar a crise financeira com a redução de 50 mil empregos no mundo todo. O Citigroup ofereceu a aposentadoria antecipada aos funcionários com mais de 40 anos da Nikko Cordial Securities, que no final de março contava com cerca de sete mil funcionários. A proposta foi aceita principalmente por trabalhadores temporários, entre eles assessores financeiros especializados em operações regionais. A Nikko Cordial passou a ser uma filial do Citigroup em maio de 2007, meses depois de um escândalo financeiro na companhia japonesa. Em outubro desse mesmo ano, as duas entidades assinaram um acordo para que o Citigroup adquirisse dois terços da casa de valores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.