Citigroup devolverá US$ 20 bilhões ao governo dos EUA

Após semanas de discussões com reguladores e o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos, o Citigroup fechou um acordo com o governo norte-americano para a devolução de US$ 20 bilhões recebidos por meio do Programa de Alívio de Ativos Problemáticos (Tarp). Mas ao contrário de outros bancos, o Citi terá que substituir totalmente esses recursos por capital novo, por meio da emissão de US$ 20,5 bilhões em ações e dívidas.

NATHÁLIA FERREIRA, Agencia Estado

14 de dezembro de 2009 | 12h25

O Citi vai vender ao menos US$ 17 bilhões em ações ordinárias, com potencial de até US$ 2,55 bilhões a mais, e venderá US$ 3,5 bilhões nos chamados "equity units" - que consistem em US$ 2,8 bilhões de contratos de compra de ação e US$ 700 milhões de títulos subordinados.

Com isso, o governo dos EUA planeja vender sua participação de 34% no banco ao longo dos próximos 6 a 12 meses "de forma ordenada". O reembolso de US$ 20 bilhões do Tarp vai resultar em aproximadamente US$ 8 bilhões de perdas antes de tributos para o banco. O Citigroup também vai encerrar o acordo de compartilhamento de perda de US$ 301 bilhões com o governo. Além disso, o banco vai cancelar US$ 1,8 bilhão dos US$ 7,1 bilhões em títulos preferenciais emitidos originalmente para o governo como remuneração pelo benefício do acordo de compartilhamento de perda, o que resultará em uma perda antes de impostos de US$ 2,1 bilhões.

"Nós devemos aos contribuintes norte-americanos uma dívida de gratidão e reconhecemos nossa obrigação em apoiar a recuperação econômica, por meio de empréstimo e assistência a mutuários e outros tomadores de empréstimo em necessidade", disse o executivo-chefe do Citi, Vikram Pandit. O banco informou que, até 31 de dezembro, terá pago US$ 3,1 bilhões em dividendos e juro ao governo, devido ao investimento do Tarp. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
devoluçãoCitigroupgovernoEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.