finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Citigroup e Sun Microsystems demitem

Em meio à crise econômica, notícias sobre demissões surgem quase diariamente nos Estados Unidos. Ontem, foi a vez de o grupo de equipamentos de informática Sun Microsystems informar que planeja demitir entre 5 mil e 6 mil funcionários, o que representa de 15% a 18% de seu pessoal no mundo todo, com o objetivo de reduzir custos em momento de arrefecimento da economia global.O executivo-chefe da Sun Microsystems, Jonathan Schwartz, assegurou, por meio de um comunicado de imprensa, que a empresa está dando passos decisivos para alinhar o negócio da Sun com as realidades econômicas mundiais.O Citigroup também iniciou nova rodada de demissões. Deve cortar ao menos 10 mil empregados do banco de investimentos e de outros setores em todo o mundo, segundo fontes. Nos últimos quatro trimestres, o Citigroup demitiu 23 mil pessoas, enxugando o quadro de funcionários para 352 mil em 30 de setembro. O presidente da instituição, Vikram Pandit, instruiu os executivos a diminuir em ao menos 25% os gastos com salários. Um porta-voz do Citigroup no Brasil informou que as operações no País não serão incluídas no programa global de demissões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.