Citigroup impede saída de investidores de fundo hedge

O Citigroup suspendeu saques deinvestidores de um fundo de hedge de 500 milhões de dólarespara dar uma chance para ao fundo para "se estabilizar", disseum porta-voz do banco nesta sexta-feira. O fundo baseado em Londres, chamado CSO Partners,enfrentava resgates de recursos de investidores após umadesvalorização de 10 por cento em novembro, o que levou seuadministrador, John Pickett, a renunciar, segundo o porta-vozdo Citi, Jon Diat. O fundo registra alta de 27 por cento desde sua criação, emagosto de 2004, até 31 de dezembro de 2007. "Nós suspendemos temporariamente os resgates de todas asações do CSO para estabilizar o fundo e dar tempo para atendersuas necessidades de financiamento para cumprir obrigaçõesantecipadas", disse Diat em um comunicado. Não é incomum gerentes de fundos de hedge suspenderemresgates de fundos que passam por estresse. Documentos deinvestimentos geralmente dão ao gerente o direito de colocartravas temporárias que evitam a saída de investidores. Isso éfeito para que os administradores não tenham que liquidarativos sob a pressão de investidores que querem sacar seusrecursos. Além de suspender a saída de investidores, o Citigrouprelatou ter injetado 100 milhões de dólares no fundorecentemente e que está buscando outras fontes definanciamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.