Citigroup quer demitir 1.000 pessoas, diz o NYT

O Citigroup pretende remodelar suas divisões corporate e de banco de investimentos, em um processo que deve provocar a demissão de cerca de 1 mil pessoas, de acordo com uma matéria do "The New York Times", citando executivos não-identificados, que receberam um informe da direção da instituição. Essas fontes afirmaram que as demissões serão dispersas dentro do banco de investimentos e da unidade de corporate global, que empregam 55 mil pessoas no mundo. Os cortes incluirão 200 executivos do banco de investimento, que serão dispensados nas próximas semanas. As demissões afetarão especialistas em fusões e da área de atendimento corporate. A remodelação no Citigroup segue ações semelhantes adotadas pelo J.P. Morgan Chase, CS First Boston e Goldman Sachs.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.