Citigroup tem prejuízo de US$ 2,5 bi no 2º trimestre

O banco norte-americano Citigroup, um dos maiores dos Estados Unidos, anunciou na manhã de hoje que registrou um prejuízo de US$ 2,5 bilhões (US$ 0,54 por ação) no segundo trimestre deste ano, em comparação com o lucro líquido de US$ 6,23 bilhões (US$ 1,24 por ação) obtido em igual período do ano passado. Segundo o banco, o resultado reflete US$ 7,2 bilhões em baixas contábeis na área do banco de investimento e o contínuo aumento dos custos com crédito. Nos dois trimestres anteriores, o Citigroup já computou US$ 31 bilhões em baixas contábeis. O Citigroup informou também que os ativos totais do banco declinaram US$ 99 bilhões desde o primeiro trimestre de 2008. Além disso, a companhia cortou 6 mil empregos durante entre abril e junho deste ano. Os resultados incluem ainda US$ 7,2 bilhões em custos com crédito - incluindo US$ 4,4 bilhões em perdas, mais do que o dobro dos US$ 2 bilhões do segundo trimestre de 2007, e US$ 2,5 bilhões em despesas para aumentar as reservas para perdas com empréstimos - a maior parte relacionada ao setor imobiliário norte-americano. As ações do Citi, que tiveram 28% de recuperação desde que atingiram a maior baixa em 12 anos na última terça-feira (dia 15), fecharam a US$ 17,97 ontem e subiam 8% por volta das 9 horas (de Brasília), no pré-mercado em Nova York. As informações são da Dow Jones.

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

18 de julho de 2008 | 09h09

Mais conteúdo sobre:
bancosCitigroup

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.