Citigroup visa vender US$400 bilhões de ativos

O Citigroup, maior banconorte-americano, afirmou nesta sexta-feira que planeja injetar400 bilhões de dólares em ativos nos próximos três anos eimpulsionar suas receitas em 10 por cento anualmente em umatentativa de recuperar a lucratividade após grandes perdasligadas aos mercados hipotecário e de crédito. Vikram Pandit, que se tornou presidente-executivo dacompanhia em dezembro, anunciou o plano em uma apresentaçãoaltamente esperada para investidores e analistas. Ele temenfrentado uma crescente demanda de investidores para cortargastos, encerrar negócios com maus desempenhos e revigorar ospreços das ações que caíram pela metade no ano passado. O Citigroup perdeu quase 15 bilhões de dólares nos últimosdois trimestres, e sofreu mais de 45 bilhões de dólares embaixas contábeis e perda de crédito desde meados do anopassado, quando a crise imobiliária piorou, as hipotecas dealto risco estouraram e o mercado de crédito se estreitou. Maiscortes de pessoal serão realizados, além dos 13.200 cortesanunciados neste ano. Alguns investidores vêem o Citi, criado ao longo de duasdécadas por Sanford "Sandy" Weill para ser um gigante de 2,2trilhões de dólares em ativos para operar em 106 países, comouma instituição muito grande para governar. Charles Prince, quedeixou o cargo de presidente-executivo em novembro, rejeitavahá tempos a acusação. "Pandit está dizendo aos investidores que ele vai tentarreestruturar", disse Tom Sowanick, presidente-executivo daClearbrook Financial. "Ele parece ter um coração diferente deSandy Weill e Chuck Prince." Pandit afirmou que o Citigrou possui aproximadamente 500bilhões de ativos que não pertencem ao foco principal daempresa, uma quantia que ele disse não ser "trivial", e esperareduzir para menos de 100 bilhões de dólares em três anos,principalmente por vendas. "Existem diversos ativos em que, francamente, eles nãopodem apostar, pois não há demanda por eles", disse MirkoMikelic gerente de carteira da Fifth Third Asset Management. "Oproblema é: quanto eles precisam em capital?" O Citigroup afirmou que espera aumentar suas receitas emuma taxa anual de 8 a 10 por cento. Parte disso pode envolver expansões de áreas do banco deinvestimento subvalorizadas, incluindo corretagem, derivativose negócios eletrônicos, disse Pandit. Ele ainda afirmou que a unidade tentará reduzir os riscos,e parar de negociar com clientes não lucrativos. "Você pode ter certeza que nós sabemos apropriadamente osriscos que estamos correndo, e se nós não conseguirmos acertar,nada mais que eu disser vai importar", disse Pandit.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.