carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Claro e Vivo terão agora cobertura em todo o País

A Vivo e a Claro conseguiram completar sua presença nacional no leilão de telefonia celular iniciado ontem pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Atualmente, somente a TIM está presente em todos os Estados do País. ''''Saímos fortalecidos do leilão'''', afirmou João Cox, presidente da Claro. ''''O usuário e a sociedade vão ganhar com o aumento da competição.''''A Claro, terceira maior operadora celular do País, pagou o maior ágio dentre os lotes vendidos ontem. A empresa ofereceu R$ 5,8 milhões por Londrina e Tamarana, no Paraná, mais de 13 vezes o preço mínimo de R$ 438 mil. A empresa disputou as cidades com a Vivo. A principal licença comprada pela Claro, no entanto, foi para os Estados do Amazonas, Amapá, Pará, Maranhão e Roraima, pela qual pagou R$ 9,958 milhões.Já a Vivo, maior operadora móvel do Brasil, conseguiu a licença para operar em Alagoas, Ceará, Paraíba, Piauí, Pernambuco e Rio Grande do Norte, onde ainda não atuava. A empresa arrematou o lote por R$ 13,014 milhões, pagando ágio de 50% sobre o valor mínimo. A Vivo também arrematou, por R$ 6,159 milhões, o lote correspondente a Bahia e Sergipe, evitando a entrada de um novo concorrente nos Estados.''''Agora a Vivo é nacional'''', disse Roberto Lima, presidente da empresa. Ele ressaltou que a operadora também conseguiu preencher alguns vazios de autorização em uma pequena região do Rio Grande do Sul, que inclui a cidade de Pelotas, e no norte de São Paulo. Ele não quis adiantar quando a Vivo iniciará a operação comercial no Nordeste, mas destacou que a empresa já é conhecida nos Estados em que não estava por causa de suas campanhas publicitárias nacionais.Sobre a compra da licença em São Paulo pela Oi, Lima afirmou que isso era inevitável: ''''É um mercado altamente concorrido. Precisamos concorrer todos com as mesmas armas. E, agora, praticamente todos temos licença para operar nacionalmente.''''

O Estadao de S.Paulo

26 de setembro de 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.