Clegg está preocupado com desfecho da crise grega

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, informou hoje que, em encontro no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista, o vice-primeiro-ministro do Reino Unido, Nick Clegg, demonstrou preocupação com a crise financeira por que atravessa atualmente a Grécia. Após a reunião, em entrevista coletiva, o governador ressaltou que a solução que for dada à crise grega poderá servir como uma espécie de roteiro para outros países.

GUSTAVO URIBE, Agencia Estado

21 de junho de 2011 | 15h02

"Ele demonstrou preocupação com a crise da Grécia, porque a solução que for dada ao país acaba sendo um roteiro para outros casos. Então há uma preocupação com a questão", afirmou. Segundo ele, o parlamentar inglês não apontou soluções para a situação na Grécia, que vive um cenário cada vez mais provável de default. "A conversa foi mais sobre questões de natureza ambiental", afirmou.

O vice-primeiro-ministro do Reino Unido participou hoje da abertura do seminário "Brazil and UK: a Partnership to Develop Innovation in Green Business", promovido pelo Consulado Britânico de São Paulo. Em discurso, ele ressaltou que hoje o Brasil é uma "superpotência" no meio ambiente e apresenta lideranças na produção de energia elétrica e de etanol.

"E se tornou um modelo a ser seguido pelo resto do mundo", ressaltou. O vice-primeiro-ministro lembrou que o Reino Unido é pioneiro em iniciativas ambientais e que as duas nações podem contribuir entre si no desenvolvimento de uma economia sustentável. "Nós queremos unir a sua liderança com o nosso conhecimento, com benefícios para os dois." Ele disse ainda que a sua visita ao Brasil era uma de suas prioridades neste ano. "A economia verde será um dos pilares do novo modelo sustentável que queremos construir".

Parceria

Em discurso, em inglês, o governador ressaltou a parceria entre Brasil e Reino Unido, lembrando que a Inglaterra foi uma das primeiras nações a reconhecer a independência do Brasil. O tucano citou trecho de uma das obras do escritor e diplomata britânico Richard Francis Burton, que viu benefícios na relação entre as duas nações. "Esse seminário é um sinal de que estamos seguindo o sábio conselho de Richard Francis Burton".

O governador ressaltou a importância do desenvolvimento de uma economia verde e disse que o governo estadual tem o interesse em atrair negócios e investimentos nessa área. "O Brasil é um exemplo de energia limpa para o mundo", afirmou o governador, segundo o qual São Paulo tem todas condições de unir forças a uma transição para a economia sustentável. A expectativa era de que Nick Clegg concedesse uma entrevista coletiva após o evento. O vice-primeiro-ministro, contudo, deixou o Palácio dos Bandeirantes sem falar com a imprensa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.