Cliente vence na Justiça briga com banco por R$ 0,40

A 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro negou hoje, por unanimidade, o recurso do banco HSBC que pedia a revisão da sentença na qual foi condenado a pagar R$ 0,40 a uma cliente. Em 2002, a dona de casa Janice Araújo da Silva foi à Justiça contra o banco alegando que teve perdas na caderneta de poupança na conversão da URV para o real, em 1994. Na época, a conta era do Bamerindus, que foi comprado pelo HSBC em 1997.Em nota da assessoria do TJ do Rio, o desembargador Maurício Caldas Lopes, relator do recurso, criticou a posição do banco. ?Parece brincadeira, mas é verdade. Convocar um colegiado, pagar 1000% de custas a mais do que iria se pagar pelo que foi pedido pela autora?, disse.Ele entendeu que o HSBC não forneceu provas da alegação de que não era responsável pela conta, uma vez que ela foi aberta pelo Bamerindus. "Não houve provas de que essa conta de ativos não estivesse nas contas transferidas para o HSBC?, disse o desembargador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.