Estadão
Estadão

coluna

Carolina Bartunek no E-Investidor: 5 tendências prejudiciais para quem investe em ações

Clientes da Eletropaulo reclamam de cobrança indevida de seguro odontológico

Serviço não contratado foi acrescentado às contas de luz

O Estado de S.Paulo

27 de janeiro de 2017 | 15h40

SÃO PAULO - Clientes da AES Eletropaulo reclamaram nas redes sociais de cobrança indevida de plano odontológico na conta de energia. Por nota, a AES Eletropaulo informou que a MetLife, empresa responsável pela venda do plano odontológico, disponibilizou dados equivocados relativos às vendas de seu plano odontológico, o que causou a inserção  de cobrança nas contas de energia elétrica. 

Desde 2013, a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) permite que as distribuidoras utilizem a fatura como meio de pagamento de outros produtos. A MetLife é a responsável pela venda do plano odontológico e a AES Eletropaulo viabiliza o pagamento do plano. 

A distribuidora lamenta o ocorrido e informou também que exigiu da MetLife a suspensão da venda do produto e interrompeu a cobrança do plano odontológico na conta de luz. O ressarcimento se dará como determina a legislação. 

A MetLife esclarece que identificou um problema operacional da empresa que causou a cobrança equivocada de seguros para um grupo de clientes da AES Eletropaulo. A empresa informou que entrará em contato com esses clientes para certificar-se da adesão aos produtos e reembolsará aqueles que não reconhecem a contratação do produto, nos termos da legislação vigente.

O chefe de gabinete do Procon-SP, Carlos Alberto Estracine, orienta o consumidor a ficar atento a fatura e, caso exista cobrança de serviço não contratado deve reclamar imediatamente junto a concessionária de energia, e, também no Procon, pleiteando a suspensão da cobrança e a devolução dos valores.

Caso o consumidor já tenha pago algum seguro não solicitado - de vida, saúde ou odontológico - ele tem direito de receber o valor de volta. “O consumidor deve solicitar a devolução em dobro dos valores cobrados indevidamente, acrescido de juros e correção monetária", afirma Estracine. O Procon-SP ainda esclarece que o consumidor pode entrar com ação na Justiça pleiteando danos morais e materiais.

A distribuidora deixa à disposição para orientações ao cliente o seu canal de atendimento telefônico (0800 72 72 120), assim como as lojas de atendimento.  

 

Para aqueles clientes que tenham contratado o plano odontológico, a AES Eletropaulo informa que os canais de atendimento da MetLife são: 

 3003 3422 (capitais e grandes centros)

0800 746 3422 (demais localidades)

0800 746 3420 (SAC nacional)

Para enviar reclamações sobre problemas da cidade ou a respeito de empresas privadas, mande uma mensagem para o e-mail: spreclama@estadao.com 

 

Tudo o que sabemos sobre:
AES EletropauloAESEletropauloAneel

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.