Clientes poderão se utilizar de histórico bancário

O Banco Central decidiu hoje dar aos clientes de instituições financeiras o direito de, a partir de 2 de abril de 2001, levar de um banco para outro informações com suas história bancária. "Quando um cliente for de um banco para outro, ele poderá levar uma série de informações para outra instituição com a história dele na instituição com que operava anteriormente", explicou há pouco o diretor de Política Monetária do Banco Central, Luiz Fernando Figueiredo, ao ressaltar que esta é uma das medidas que foram anunciadas em novembro e que serão implementadas a partir de abril do ano que vem. O objetivo da medida, segundo Figueiredo, foi fazer com que o cliente, ao chegar a uma nova instituição financeira, possa ter acesso a taxas de juros e tarifas diferenciadas em função do seu histórico. O diretor do BC também disse que os bancos poderão cobrar tarifa para fornecer esse tipo de serviço.Os clientes poderão levar, de uma instituição para outra, seus dados pessoais, o histórico de suas operações de empréstimo e financiamento, com a data de contratação da operação, o valor da transação e a data de sua quitação. Os clientes poderão também levar o saldo médio mensal mantido em conta corrente e o saldo médio de suas aplicações financeiras. As informações, de acordo com Figueiredo, terão que abranger um prazo mínimo de dois anos da vida bancária do cliente. Além disso, o cliente poderá optar pela remessa dos dados diretamente de uma instituição financeira para outra. O BC também aprovou hoje medida que obrigará os bancos a informar, pelo menos uma vez ao mês, a partir de 2 de abril de 2001, quanto que seus clientes gastam em reais com juros do cheque especial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.