Covid-19

Bill Gates tem um plano para levar a cura do coronavírus ao mundo todo

CMN amplia leque de garantias dadas por instituições ao BC

Medida confere maior flexibilidade ao Banco Central para promover liquidez no mercado de câmbio

Fabio Graner, da Agência Estado,

23 de março de 2009 | 14h37

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou nesta segunda-feira, 23, uma resolução que permite às instituições financeiras aplicarem livremente os dólares obtidos nos leilões de empréstimo de moeda estrangeira feitos pelo Banco Central com recursos das reservas internacionais. "Até agora, os leilões de empréstimo em moeda estrangeira do BC só previam o recebimento em garantia de títulos soberanos ou Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC). A resolução aprovada amplia o leque de garantias que o BC poderá receber nos leilões de dólares com recursos das reservas internacionais", diz o BC em nota à imprensa.

 

Veja também:

especialDe olho nos sintomas da crise econômica 

especialDicionário da crise 

especialLições de 29

especialComo o mundo reage à crise  

 

Segundo a autoridade monetária, a medida confere maior flexibilidade ao BC para prover liquidez ao mercado de câmbio, "aperfeiçoando os instrumentos já disponíveis, que incluem leilões de venda à vista, leilões de linha e empréstimos para rolagem de dívidas de empresas brasileiras financeiras e não financeiras". Na nota, o BC não informa quais são as novas opções de garantias que serão aceitas.

Tudo o que sabemos sobre:
Crise FinanceiraBanco CentralCrédito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.