Coluna

Fabrizio Gueratto: como o investidor pode recuperar suas perdas no IRB Brasil

CMN amplia limite de crédito para baixa renda e microempresa

Valor máximo dos empréstimos aos detentoras de contas especiais ou de baixa renda sobe para R$ 2 mil

Isabel Sobral, da Agência Estado,

26 de março de 2009 | 14h47

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou nesta quinta-feira, 26, a ampliação de limites das operações de crédito para a população de baixa renda e microempreendedores. Segundo o documento com os votos do CMN, esse tipo de crédito é decorrente do direcionamento obrigatório de 2% dos depósitos à vista dos bancos.

 

Veja também:

linkBC dará garantias de crédito a pequenos e médios bancos

linkJuros para empresas e consumidores caem em fevereiro

especialDe olho nos sintomas da crise econômica 

especialDicionário da crise 

especialLições de 29

especialComo o mundo reage à crise  

 

As medidas são: aumento de R$ 1.000,00 para R$ 2.000,00 no valor máximo dos empréstimos às pessoas físicas detentoras de contas especiais ou de baixa renda; elevação do limite das operações de crédito às pessoas físicas e microempresas de R$ 3.000,00 para R$ 5.000,00; aumento de R$ 15.000,00 para R$ 20.000,00 da soma máxima dessas operações; ampliação de R$ 10.000,00 para R$ 15.000,00 do valor máximo das operações de microcrédito produtivo orientado.

Tudo o que sabemos sobre:
Crise FinanceiraCrédito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.