CMN analisará prorrogação da dívida agrícola na 5ª feira

O governo vai encaminhar ao Conselho Monetário Nacional (CMN) o voto para que sejam adiados os vencimentos das parcelas das dívidas rurais de janeiro a março deste ano, conforme reivindicação da bancada ruralista. O voto foi confirmado pelo ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, e será discutido na reunião do CMN na quinta-feira (dia 31).De acordo com o presidente da Comissão da Agricultura da Câmara dos Deputados, Marcos Montes (DEM-MG), o voto a ser encaminhado pelo Ministério da Agricultura compreende ainda todas as parcelas vencidas até o dia 31 de dezembro de 2007 e que serão incluídas no projeto de renegociação de todo a dívida agrícola que deve ser apresentado pelo governo no dia 31 de março. "Estamos muito satisfeitos porque o que o produtor queria foi atendido no voto", disse Montes.CaféO Ministério da Agricultura também vai encaminhar ao CMN um voto agrícola no qual pedirá a reprogramação do vencimento das parcelas de dívidas relativas ao Funcafé, de 2 de janeiro e 30 de junho deste ano. Estes débitos são relativos às operações de comercialização, custeio, colheita e armazenamento de café.O conteúdo do voto não está definido, já que o governo quer prorrogar o vencimento das parcelas ainda para 2008, enquanto o setor produtivo e a bancada ruralista defendem uma prorrogação em três parcelas iguais a vencerem entre 2009 e 2011.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.