CMN aprova Plano Safra e prorrogação de dívidas

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou hoje cinco votos referentes ao Plano Safra 2008/2009. Os detalhes dos votos serão divulgados pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva na próxima quarta-feira, em Curitiba (PR), onde ele anunciará o Plano Safra empresarial, e na próxima quinta-feira, em Brasília, quando apresentará o Plano Safra da agricultura familiar.DívidasO CMN prorrogou por mais 45 dias o prazo de pagamento das dívidas de custeio da safra 2007/08 das propriedades localizadas em municípios que decretaram estado de emergência e calamidade. O CMN também prorrogou para 30 de setembro o prazo de pagamento das dívidas de financiamento de investimento com risco da União ou dos fundos constitucionais. Essas dívidas teriam que ser pagas amanhã. O Conselho também prorrogou para 1º de outubro o prazo de pagamento das dívidas de custeio do plano de recuperação da lavoura cacaueira. Essas dívidas deveriam ser pagas amanhã.CusteioO CMN prorrogou por mais 45 dias o prazo de pagamento das dívidas de financiamento de custeio agrícola de 2003/2004, 2004/2005 e 2005/2006. Essas dívidas estavam vencendo entre abril e junho deste ano e deveriam ser pagas amanhã. São dívidas da agricultura empresarial, do Programa de Geração de Emprego e Renda (Proger), do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e FAT Giro Rural.Segundo o secretário-adjunto de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Gilson Bittencourt, o montante dessas dívidas que estão vencendo está entre R$ 1,5 bilhão e R$ 2 bilhões.

ADRIANA FERNANDES, Agencia Estado

30 de junho de 2008 | 19h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.