CMN autoriza Estados a contratar novos empréstimos

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou hoje resolução para permitir que alguns Estados contratem novos empréstimos para investimento em infra-estrutura. Segundo o coordenador-geral de Estudos Econômico-Fiscais, Cleber de Oliveira, cerca de dez Estados conseguiram abrir um espaço fiscal, sem aumentar o limite de endividamento, para contratar novas operações que foram negociadas com o Tesouro Nacional, no ano passado, dentro da revisão anual dos acordos de refinanciamento das dívidas. "São Estados que conseguirem uma folga fiscal aumentando as receitas ou reduzindo as despesas", disse. Oliveira não divulgou os Estados e os valores autorizados. Segundo ele, a resolução do CMN é necessária para permitir que estes empréstimos, que devem ser contratados com instituições financeiras brasileiras, como o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), possam ser incluídos nos acordos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.