CMN confirma queda da TJLP para 5,5% ao ano em julho

O Conselho Monetário Nacional confirmou na quinta-feira a redução da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) de 6% para 5,5% ao ano, a menor da história. O novo patamar vale para o período de julho a setembro, quando o CMN volta a fazer uma avaliação. Desde julho de 2009, a TJLP estava estacionada em 6%.

RENATA VERÍSSIMO, CÉLIA FROUFE E ANNE WARTH, Agencia Estado

28 de junho de 2012 | 16h31

O anúncio da queda na taxa para corrigir os empréstimos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) havia sido feito na véspera pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, junto com a divulgação de medidas para incentivar o crescimento econômico no País.

Com a mudança, tanto os contratos antigos quanto os novos passam a ter os valores atualizados pelo novo patamar de juros. A exceção fica por conta apenas das linhas do Programa de Sustentação do Investimento (PSI), que possuem porcentual fixo de correção.

A alíquota menor ajuda a destravar as linhas do BNDES que estão com os desembolsos abaixo do esperado pelo governo. Também na quarta-feira, o secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, avaliou que a composição da expectativa de inflação 12 meses à frente e o risco País deram liberdade para a redução da TJLP. Com a flexibilização da Selic desde agosto do ano passado, a diferença entre as duas taxas nunca esteve tão próxima como até então. Atualmente, a Selic está em 8,5% ao ano.

Tudo o que sabemos sobre:
CMNreuniãoTJLP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.